icon
Acessibilidade

Formar mais médicos melhora a falta de estrutura?

Quantidade
não é sinônimo
de qualidade.

expand_more
chevron_left
chevron_right
expand_moreConfira o vídeo da campanha sobre o assunto.
expand_more
expand_more
por que O Cremers é contra a abertura de novas faculdades de medicina?

No Brasil

25.000

Novos profissionais são formados a cada ano

São

450.000

Médicos em atividade no país

Mais de

36.000

No rio grande do sul

Média de

2,2

Médicos

Por mil habitantes

O recomendado pela oms*é

1 médico

Por mil habitantes

Porque o número de médicos no RS é o suficiente para atender a população

* Fonte: www.who.int/gho/health_workforce/physicians_density/en

expand_more
expand_more
O que falta é estrutura, condições de trabalho e qualificação do ensino

244

municípios do RS não têm hospital

49%

2,8

leitos por mil habitantes

recomendado pelo Ministério da Saúde é de

3-4/1000

+

R$500

milhões

é a dívida do estado para hospitais e prefeituras

O Brasil tem

337

Escolas de medicina

2º lugar no mundo

Mensalidades entre

R$3,6mil

E

R$12,7mil

Mercantilização do ensino

Muitos cursos estão localizados em cidades

sem

estrutura

para a realização do estágio probatório

expand_more
não somos os únicos a pensar assim:
expand_more
expand_more

Se não faltam médicos no país, qual é a explicação para tantas cidades não terem atendimento adequado?

bed

Falta de estrutura

(exames, leitos, medicamentos) para suporte ao atendimento médico

bed

Má distribuição de médicos

nas cidades mais distantes dos grandes centros

bed

Baixo incentivo salarial

expand_more

E o Médicos pelo Brasil?

O programa precisa atender às cidades do interior
Não contempla especialidades médicas
O Cremers apoia medidas que garantam a universalização do acesso à saúde e fiscaliza o exercício da boa medicina
expand_more
O Cremers defende pré-requisitos para que um município receba uma faculdade de medicina. Ele precisa contar com:
bed

Educação médica com foco na qualidade do atendimento e na otimização de recursos, com benefícios para os pacientes e para a sociedade

bed

Um hospital-escola de referência, com infraestrutura exclusiva para o ensino médico, contemplando:

Número mínimo de leitos SUS para cada estudante
Serviço de urgência e emergência funcionando
Salas cirúrgicas e leitos de UTI

bed

Maior participação do Conselho Federal e dos Conselhos Regionais de Medicina, junto ao MEC, na criação e na fiscalização das escolas médicas

Da mesma forma, as escolas médicas precisam ter:
bed

Qualificação constante dos docentes e das instalações

bed

95% dos docentes médicos, sendo 80% com mestrado e doutorado

bed

Pelo menos uma vaga de residência para cada egresso

bed

Um grupo mínimo de especialidades ofertadas nas residências médicas, com foco nas demandas da região

bed

Limitação de alunos por sala de aula

bed

Investimento constante em pesquisa – toda escola médica deve ter programas de pós-graduação, strictu e latu-senso

bed

Educação voltada à liderança multidisciplinar do médico, buscando otimizar o cuidado do paciente

bed

Envolvimento das escolas médicas com a comunidade

bed

Apoio a caminhos flexíveis para o treinamento médico e avaliação das competências dos alunos antes e durante a faculdade

bed

Trabalhar nos currículos o impacto financeiro e os cuidados de saúde:

Organização e financiamento do sistema de saúde Segurança e melhoria da qualidade do paciente Informática médica e tomada de decisão clínica Gestão da saúde da população Determinantes sociais da saúde Cuidados em equipe e gerenciamento de doenças crônicas

expand_more
Confira aqui o posicionamento do Cremers